quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

As Brumas de Avalon II – A Raínha Suprema


Segundo livro do épico medieval de Marion Zimmer Bradley que retrata a lenda de Artur segundo a perspectiva das mulheres com o papel preponderante no desenrolar da história.
Neste capítulo Gwenhwyfar é a raínha Suprema que está dividida entre a fidelidade que deve ao seu Rei Artur e ao seu amor correspondido por Lancelet , cavaleiro braço direito de Artur.
Gwenhwyfar também é uma devota cristã que abomina todas as restantes religiões, para tal convence Artur a combater os saxões com a bandeira de Cristo em vez do estandarte real de Pendragon ao qual Artur fez um juramento. Tal decisão pode complicar os relacionamentos com Avalon.
O maior dilema da rainha é a sua incapacidade de conceber um filho de seja o herdeiro do trono.O que ninguém sabe é que já existe um filho entre Morgaine e Artur fruto das fogueiras de Beltrane.

Uma história poderosíssima, bastante rica e cativante.
Todo o misticismo, simbologia que rodeia o mito, empolga o leitor a ler, curioso por desvendar a restante narrativa.
Uma ode às mulheres e , à sua importância na história.

*****

2 comentários:

Beta disse...

Ora aqui está um bom livro! ;)

Carla disse...

Correcção, excelente livro ;-)